gototop
FacebookTwitterFlickrFeed

Governador empossa 76 conselheiros do Orçamento Participativo

Grupo terá missão de definir prioridades entre as propostas apresentadas pela população

Cinara Lima, da Agência Brasília
9 de Agosto de 2012 - 22:19
Foto: Roberto Barroso Governador empossa 76 conselheiros do Orçamento Participativo

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, deu posse, na noite desta quinta-feira (9), no Salão Branco do Palácio do Buriti, a 76 conselheiros do Orçamento Participativo do DF (OPDF), eleitos nos fóruns de delegados realizados em todas as cidades do DF. Os conselheiros assumem mandato até julho de 2014. O OPDF é um instrumento de participação ativa da sociedade nas definições das ações de governo.

“Quero parabenizar os conselheiros e desejar sucesso nessa tarefa importante. Ao serem escolhidos pelos nossos delegados, eles têm a responsabilidade de dar continuidade a esse processo, eleger as prioridades entre as 600 propostas apresentadas pela população e acompanhar as execuções”, ressaltou o governador.

Em atividade desde 2011 e formalizado em decreto em fevereiro deste ano, o OPDF permite que o cidadão tome parte das decisões sobre projetos e necessidades de sua cidade por meio da apresentação de propostas. Uma vez recebidas, as contribuições são detalhadas e debatidas por delegados e representantes do governo.

Após a análise de viabilidade, as ideias são priorizadas por cidade e, depois, em todo o Distrito Federal, segundo o custo de cada obra e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de cada região administrativa. Por fim, a lista de prioridades é anexada ao projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA).

O Orçamento Participativo é coordenado pela Secretaria da Casa Civil. O titular da Pasta, Swedenberger Barbosa, enfatizou que o governo instituiu um modelo de gestão participativa, democrática e inclusiva. “Quando temos um olhar comum pelo interesse público, com o governo de um lado e a população organizada de outro, nós temos condições de obter êxito e resultados satisfatórios”, afirmou o secretário.

O presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Patrício, lembrou que no OPDF do ano passado foram apresentadas 1,2 mil propostas e este ano, 600. “Isso mostra que o governo tem realizado obras nas regiões administrativas. Nada melhor do que o cidadão andar na sua cidade, na sua rua ou na sua quadra, e ver aquela obra realizada. É assim que o orçamento participativo ganha força”, observou o deputado Patrício.

Função dos conselheiros - Os conselheiros têm como dever discutir os critérios de hierarquização das 600 prioridades apresentadas pelas plenárias de base e analisadas pelos fóruns de delegados, consolidar o Plano de Investimento e Serviço do Orçamento Participativo 2012/2013, além de fazer o acompanhamento e fiscalização das obras.

“Se no ano passado tivemos dificuldades porque não tínhamos muita estrutura, este ano trabalhamos muito mais organizados e estruturados. Queremos dialogar cada vez mais com a população. Este ano, 31 mil pessoas participaram no portal do Orçamento Participativo e nas plenárias de base”, reforçou o coordenador das Cidades, Chico Machado.

Brazlândia, Jardim Botânico, Paranoá, Park Way, Riacho Fundo II, Samambaia, Sudoeste e Octogonal estão entre as cidades já beneficiadas por intervenções definidas no Orçamento Participativo. Elas têm recebido obras como construção de centros de saúde, quadras poliesportivas, calçadas e instalação de iluminação em áreas públicas, entre outras ações.

Também participaram da cerimônia de posse dos conselheiros, o secretário de Governo, Gustavo Ponce; o deputado federal, Roberto Policarpo; e o deputado distrital, Robério Negreiros, entre outras autoridades.

Agenda do Governador do Distrito Federal
 
Saiba quais os desligamentos programados pela Ceb
 
Falta de água programada pela Caesb
 
Vagas de Emprego no Distrito Federal
VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias Obras Governador empossa 76 conselheiros do Orçamento Participativo