gototop
Menu Geral
X
Menu Agência Brasília
X
FacebookTwitterFlickrFeed
Saúde

Seis mil pacientes com HIV devem receber a medicação em nove postos da rede pública

Secretaria distribuirá 1,4 milhão de preservativos masculinos e montará estandes para orientar foliões

22 de Janeiro de 2015 - 07:00

Bancos de leite estão com estoques baixos

Para fazer doações, mães podem se dirigir a uma das unidades de coleta ou pedir que bombeiros busquem o material

21 de Janeiro de 2015 - 17:23

Rollemberg visita o Hospital da Criança

Ao lado do secretário de Saúde, o governador percorreu alas do hospital e conversou com o superintendente e pacientes

João Batista de Sousa também detalha portarias que reforçarão os quadros de profissionais

Governo tentará antecipar recursos. Para isso, precisa da aprovação da Câmara Legislativa

Estabelecimentos têm até 90 dias para adaptação às novas normas que exigem presença de técnico

20 de Janeiro de 2015 - 08:53

Greve dos médicos é decretada ilegal

Procuradoria-Geral do Distrito Federal entrou com ação no Tribunal de Justiça na noite desta segunda (19)

BRASÍLIA (15/1/15) — A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), em resposta à ação ajuizada pela Procuradoria-Geral do DF (PGDF), determinou, nesta quinta-feira (15), o imediato retorno às atividades de 100% dos servidores da Secretaria de Saúde. Caso a decisão não seja cumprida, foi fixada multa diária de R$ 50 mil.

A decisão, concedida em caráter liminar pelo relator, desembargador José Divino de Oliveira, alcança os servidores em greve lotados nas unidades de saúde pública do Distrito Federal, nas farmácias de alto custo, nas emergências, no atendimento ambulatorial, nos bancos de sangue, na vacinação, nos centros de saúde, curativos, na radioterapia, radiologia, nos laboratórios, na marcação de consultas e exames, nas equipes de saúde da família, atendimento psicológico e psiquiátrico, bem com todos os servidores ligados à atividade fim.

Em sua decisão, o desembargador concordou com os argumentos apresentados pela PGDF de que a greve é ilegal devido à natureza do serviço prestado pelos servidores da saúde, além da ausência de comunicação prévia no prazo legal e pelo fato de a negociação com o governo estar em curso. O desembargador destacou ainda que o direito de greve dos servidores da Saúde não é absoluto e deve ser conjugado com os princípios da supremacia do interesse público e da continuidade da prestação dos serviços públicos.

Morador do Guará II contraiu a doença, mas já teve alta. A recomendação é evitar água parada

Página 8 de 210
Agenda do Governador do Distrito Federal
 
Saiba quais os desligamentos programados pela Ceb
 
Falta de água programada pela Caesb
 
Vagas de Emprego no Distrito Federal
VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias Saúde